Fimose ou freio curto? 

Fimose

Fimose.jpeg

           A definição de fimose é a incapacidade ou dificuldade de exposição da glande ("cabeça do pênis"). Ao final do primeiro ano de vida, a retração do prepúcio atrás do sulco glandular é possível em aproximadamente 50% dos meninos; isso aumenta para aproximadamente 89% aos três anos de idade. A incidência de fimose é de 8% em crianças de seis a sete anos e em apenas 1% em homens de dezesseis a dezoito anos. 

         Existem dois tipos de fimose: a primária, sem sinais de cicatrizes, e a secundária (patológica) causado por cicatrizes decorrentes de traumas ou de infecções como a balanite xerótica obliterante (um tipo de infecção fúngica). 

          O diagnóstico de fimose e parafimose é feito por exame físico (ver Figura). Geralmente se identifica um prepúcio não retrátil, ou apenas parcialmente retrátil, desenhando uma espécie de anel constritivo ao redor do pênis e da glande. Além do prepúcio contraído, pode haver aderências entre a superfície interna do prepúcio e o epitélio glandular e/ou freio bálano-prepucial curto.

                      Tipos de fimose: dificuldade para expor a glande.                 Cirurgia para o tratamento da fimose. 

     

 

 

 

          O tratamento operatório da fimose em crianças e em adultos depende das preferências do paciente ou dos cuidadores e pode ser uma circuncisão plástica ou radical. Uma indicação absoluta para a circuncisão é a fimose secundária a balanopostite recorrente (infecções da glande) e infecções recorrentes do trato urinário (ITU). A circuncisão masculina reduz significativamente a colonização bacteriana da glande do pênis.

           O tratamento conservador é uma opção para fimose em crianças. Uma pomada ou creme de corticóide (0,05-0,1%) pode ser administrada duas vezes ao dia durante um período de 4-8 semanas com uma taxa de sucesso de até 80%. Contudo, em adultos, esse tratamento não é indicado, devendo dar preferência ao procedimento cirúrgico.  

Freio Curto 

         O freio bálano-prepucial é uma faixa cutâneo-mucosa longitudinal situada na região ventral ("parte de baixo") e distal do pênis (ver Figura). Quando é curto, pode causar curvatura ventral da glande, que se acentua durante o ato sexual, em especial no momento da penetração. Além de desconforto, podem ocorrer lacerações parciais ou mesmo completa; além de sangramento importante.

                    Pode causar dor ou desconforto durante as relações.

 

 

 

           O freio curto é corrigido por frenulectomia ou pelo o que chamamos de plástica do freio bálano-prepucial. É uma cirurgia relativamente simples que pode ser realizada com anestesia local. Contudo, é importante ser realizado por profissional experiente para que o aspecto final da cirurgia fique esteticamente agradável. 

     Agende uma consulta e tire suas dúvidas!

 

 

            

fimose_1.jpg
free-happy-man-standing-on-the-top-vecto