Vasectomia  

Cirurgia Esterelizadora Masculina

Definição 

É um procedimento cirúrgico que impede o homem de ter filhos. A cirurgia interrompe a circulação dos espermatozóides produzidos pelos testículos, não deixando conduzi-los para os canais que desembocam na uretra, impedindo a gravidez.

Como é feita? 

O médico aplica uma anestesia local e retira um fragmento de cada um dos dois canais que levam os espermatozóides dos testículos ao pênis. Para diminuir a ansiedade do paciente, o procedimento pode ser associado a uma sedação leve. O retorno às atividades profissionais ocorre entre 2-3 dias, e a atividade sexual acorre após a queda dos pontos de maneira espontânea em até uma semana.

 

Quais os cuidados após o procedimento?

 

Para comprovar o sucesso da cirurgia, o paciente deve realizar o exame de espermograma após 60-90 dias da intervenção. Esse exame, além de outros parâmetros, faz a contagem do número total de espermatozoides presentes no ejaculado. Após o procedimento de vasectomia, esse número deve vir zerado. Até o resultado do exame, o casal deve continuar utilizando de métodos contraceptivos. 

Quem pode fazer a vasectomia, segundo a lei?

No Brasil, a lei o procedimento de vasectomia só é permido para homens com mais de 25 anos ou que já tenham 2 filhos. Além disso, é necessário um período mínimo de 60 dias entre a manifestação da vontade de realização do procedimento até a data da vasectomia. A data começa a contar a partir da assinatura do termo de consentimento que é entregue pelo médico durante a consulta médica. 

A lei atual também permite a esterilização voluntária em caso de risco à vida ou à saúde da mulher ou do bebê.

​Resumo das exigências da lei:​

- ter no mínimo 25 anos de idade;
- ter no mínimo 2 filhos vivos;
- ter estabilidade conjugal (se estiver casado);
- haver comum acordo do casal;
- existir indicação psicológica e/ou social;
- em caso de pessoas absolutamente incapazes mediante laudo psicossocial e/ou médico, poderá ocorrer a esterilização com autorização judicial.

Como é a vida sexual após a vasectomia?

      Muitos homens se recusam a fazer essa cirurgia porque imaginam que ela possa provocar distúrbios de ereção ou algura alteração sexual. No entanto, estão completamente enganados. A vasectomia torna o homem estéril, mas não interfere na produção de hormônios masculinos nem em seu desempenho sexual.

O corte do canal impede apenas a chegada dos espermatozóides até a uretra. O líquido produzido na próstata e na vesícula seminal continua sendo eliminado normalmente durante a ejaculação. Assim, não há interferência na função erétil ou na potência sexual; os nervos e vasos sanguíneos responsáveis pela ereção do pênis não estão envolvidos na cirurgia de vasectomia.

Quais são as vantagens da vasectomia?

- método seguro para evitar a gravidez;
- não é necessário utilizar pululas ou outros medicamentos;
- não é necessário interromper o ato sexual;
- cirurgia bem mais simples que a laqueadura de trompas feminina.

Agende uma consulta e tire suas dúvidas!

Hospital Israelita Albert Einstein

Av. Dr. Ricardo Jafet, 1600 - 4º andar - sala 405

Tel:. (11) 2151-8709

Consultório Piracicaba

Rua São José, 1327 - Centro

Cel:. (19) 98146-5521 (whatsapp) 

Imprima o termo de consentimento para vasectomia (deve ser reconhecida fimar em cartório)

          

ejaculacao-precoce.jpeg
vasectomia-16032016102943.jpeg
W19367_01_1200_1200_Modelo-de-Vasectomia
vasectomia-imagem2.jpeg